5 dicas para tornar o conteúdo e o design do seu site mais acessível

Em maio é comemorado o Dia Mundial da Conscientização sobre Acessibilidade, mas  exclusivamente na terceira quinta—feira do mês de maio.

A data foi estipulada em 2001, quando o desenvolvedor Joe Devon chamou atenção para a necessidade de pensar na acessibilidade digital.

O conceito é ir ser além de um dia “festivo” e sim criar um movimento que incentive profissionais a criarem meios mais acessíveis para que pessoas com alguma deficiência possam acessar qualquer site ou aplicativo.

Brasil e sua Acessibilidade Digital

O dia já foi criado há 18 anos, mas o que mudou? Bom, no Brasil praticamente nada. Segundo levantamento da W3C, apenas 2% dos sites brasileiros são acessíveis.

O Movimento Web para Todos, plataforma que auxilia e monitora a acessibilidade digital, mostra que a maioria opressora dos sites estão offline para os deficientes.

Para obter uma ideia do quanto se perde de público pela falta de acessibilidade, saiba que no Brasil há cerca de 45 milhões de pessoas com alguma deficiência.

Com isso mostra o tamanho da audiência offline no nosso país, pessoas que são potenciais clientes em vários segmentos, mas não são atingidas pela maioria dos sites da web.

Depois desse panorama, creio que o seu interesse por ter um site mais acessível aumentou bastante, não é?

Existem varias práticas que podem ajudar o seu site a ser mais inclusivo e a atingir todo esse público que se mantém offline para a maioria dos sites, confira nossas dicas abaixo:

Coloque Legenda em seus vídeos

Essa é uma dica para quem cria vídeos para a internet. Passar colocar  legenda em  seus vídeos poderia atrair bastante pessoas surdas ou com uma deficiência auditiva, que precisam colocar os seus vídeos no volume máximo para escutarem com alguma clareza.

Ao não colocar uma legenda básica no conteúdo, você perde esse público, porque ele tende a ter mais dificuldade para entender o que está sendo dito.

Com isso, sua estratégia de marketing acaba perdendo efetividade.

O simples ato de legendar seus vídeos pode mudar tudo. As legendas devem ser descritivas, contendo desde as falas dos personagens do vídeo até a descrição de sons de fundo.

A ideia é que você consiga passar para os deficientes auditivos toda a informação possível, possibilitando que eles entendam o contexto da imagem que estão assistindo.

Disponibilize seus textos em áudio

Outra excelente dica é disponibilizar seus textos em áudio. E esta possui ainda mais vantagens, porque ela de facilitar o entendimento do conteúdo com deficiência visual, você pode atrair o público comum que não tem muito tempo para parar e ler um texto mais longo.

E assim, colocando o conteúdo em áudio, é muito mais fácil dele ser consumido em qualquer lugar. Sinalizar que o seu conteúdo pode ser ouvido é essencial, essa é uma maneira de torná-lo mais acessível as pessoas.

As pessoas com deficiência visual, acabam tendo extrema dificuldade em ler um texto, mesmo que o grau de deficiência não seja tão acentuado.

Então, por que não facilitar as coisas? Já existem ferramentas que conseguem converter textos em áudio com perfeição. Isso não dá muito trabalho e ainda garante um bom público para o seu site.

Descreva suas imagens

As pessoas com deficiência visual utilizam leitores de tela para acessarem a web. Este tipo recurso consegue converter um texto em algo sintetizado. Basicamente, o usuário ouve o conteúdo em vez de visualizá-lo.

No entanto, para ter uma boa experiência, é preciso que nos atentemos a descrição das imagens. E isto pode ser feito através do atributo alt.

Assim, é possível descrever imagens, gráficos, ilustrações, etc.

Uma descrição  de um determinado objetivo facilita bastante o entendimento dos deficientes visuais

. Assim, eles conseguem compreender o seu conteúdo a experiência com o seu site se torna bastante otimizada.

Alinhar os textos à esquerda

Estudos de UX (experiência do usuário, em português), indicam que o texto justificado à esquerda é a melhor maneira de garantir a legibilidade do conteúdo.

Assim, seus textos se tornam mais acessíveis a um maior número de pessoas.

A justificativa para tal é que pessoas com deficiência intelectual possuem uma certa dificuldade de leitura quando os textos estão justificados.

Isso acontece porque essa formatação faz uma separação desiguais nos espaços entre as palavras.

Então, apesar de ser bastante difundido e deixar, de certa forma, o texto mais organizado, você deve evitar o justificado e optar pelo “justificar à esquerda” em seus próximos conteúdos.

Assim é muito mais fácil para garantir a legibilidade do conteúdo para mais usuários.

Utilize o contraste para melhorar a visibilidade do seu conteúdo

Acertar nas cores de imagens, ícones e texto é essencial para tornar o seu conteúdo mais acessível. De acordo, com as diretrizes de acessibilidade ao conteúdo na web (WCAG), a taxa de contraste deve ser no mínimo de 4.5:1 para texto normal.

Como posso conferir essa taxa? Bom, para auxiliar seu trabalho existem muitos testadores de contraste gratuitos que podem facilitar todo o seu serviço.

Por que devo me preocupar com o contraste? Porque nem todas as pessoas conseguem distinguir todas as cores.

Pessoas daltônicas, por exemplo, não conseguem ter a percepção exata de algumas cores. E com um bom contraste, essa dificuldade diminui, o que torna seu texto mais compreensível para mais usuários.